Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

leituras


Terça-feira, 30.09.03

O Trono do Altíssimo

de João Aguiar

Edições ASA



No Século IV da nossa era, a cidade de Braga foi dominada por uma heresia.
O Priscilianismo, doutrina a que foi atribuída uma filiação gnóstica, talvez de origem egípcia, conquistou a província romana da Galécia — de que Braga era a capital —, avançou pela Lusitânia, estendeu-se à Bética, atingiu a Gália.
Prisciliano, o chefe espiritual do movimento, teve de enfrentar uma viva oposição por parte da hierarquia eclesiástica e do poder temporal. No entanto, a sua doutrina sobreviveu durante cerca de duzentos anos, pois resistiu à queda do Império, às invasões bárbaras e ao estabelecimento do reino suevo.
” (in Sinopse da Obra)

Mais uma pequena pérola de João Aguiar. Ele consegue aqui e de uma forma belíssima revelar-nos um mundo que só poderíamos imaginar. É a península Ibérica no centro de um terramoto religioso (cisma) que a esmagadora maioria de nós nem imaginávamos poder ter ocorrido neste canto da Europa. Isto é nos contado partindo da luta, e das angústias interiores, mas simultaneamente do encantamento e do fascínio pelo transcendente em que um jovem se vê imerso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por M Bento às 23:45

Quinta-feira, 25.09.03

A Voz dos Deuses - Memórias de um Companheiro de Armas de Viriato

 de João Aguiar

Edições ASA



É um dos mais belos romances portugueses que li. João Aguiar revela aqui ser possuidor de uma escrita simultaneamente clara, leve e rica. É uma obra que se lê de um fôlego, isto é, uma vez iniciado só se consegue parar no fim, tal é a intensidade narrativa. Quase apetece que alguém pegue  nesta obra e a transforme numa obra cinematográfica.

Sendo um romance de cariz histórico, não deixa de nos interrogar sobre o caminho que as sociedades contemporâneas vão percorrendo. Vale mesmo a pena ler.

 

Em 147 a.C., alguns milhares de guerrilheiros lusitanos encontram-se cercados pelas tropas do pretor Caio Vetílio. Em princípio, trata-se apenas de mais um episódio da guerra que a República Romana trava há longos anos para se apoderar da Península Ibérica. Mas os Lusitanos, acossados pelo inimigo, elegem um dos seus e entregam-lhe o comando supremo. Esse homem, que durante sete anos vai ser o pesadelo de Roma, chama-se Viriato.
Entre 147 e 139, ano em que foi assassinado, Viriato derrotou sucessivos exércitos romanos, levou à revolta grande parte dos povos ibéricos e foi o responsável pelo início da célebre Guerra de Numância.
Viriato foi um verdadeiro génio militar, político e diplomático. Mas, sobretudo, Viriato foi o defensor de um mundo que morria asfixiado pelo poderio romano: o mundo em que mergulham as raízes mais profundas de Portugal e de Espanha. É esse mundo, já então em declínio, que este livro tenta evocar.
” (in Sinopse da Obra)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por M Bento às 22:39

Sábado, 05.07.03

Sangue Romano

de Steven Saylor

Bertrand Livreiros


Steven Saylor

Este é o primeiro volume da série policial "Roma sub-Rosa", cuja acção se desenrola na Roma Antiga. A acção desenrola-se na Primavera de 80 a.C., quando Gordiano o Descobridor é chamado à casa de Cícero, um jovem advogado e orador que se prepara para o seu primeiro caso de relevo. O cliente de Cícero é Sexto Róscio, um proprietário da Úmbria, acusado da morte do próprio pai. Gordiano vai deparar-se com uma nefasta teia de traições, falsidade e conspiração, típica daquela sociedade. E terá que se preparar para um espectacular desfecho deste terrível e intrincado caso...” (in Sinopse da Obra)

Recomendo vivamente as obras desta colecção Roma Sub-Rosa de Steven Saylor. A trama está muito bem conseguida e permite-nos, de uma forma quase visual, conhecermos melhor o quotidiano da vida na República Romana, um Império a ameaçar decadência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por M Bento às 19:33

Quinta-feira, 15.05.03

Morris West

Morris West - O Autor

 

 Morris West

 

Morris West nasceu em Melbourne, na Austrália, em 1916, sendo o mais velho de seis irmãos. Aos 14 anos entrou para a Ordem dos Irmãos Cristãos, onde tomou votos, aí tendo exercido as funções de monge docente durante oito anos. Em 1941, pouco antes de professar, abandonou a Ordem. Alistou-se então no exército australiano, trabalhando para os Serviços Secretos durante a segunda guerra mundial. Foi nesta época que escreveu o seu primeiro romance,Moon in my Pocket, publicado sob pseudónimo.

Após o serviço militar, tornou-se sócio de uma empresa de publicidade, onde foi redactor. Mais tarde, dedicou-se à produção radiof6nica. Descobre, contudo, que antes prefere escrever para si do que para outros, pelo que abandona a firma, consagrando-se inteiramente à produção literária.

Uma estada em Itália leva-o a escrever o seu primeiro e verdadeiro sucesso: Filhos do Sol, uma descrição não ficcional de um orfanato da Nápoles do pós-guerra, que, em 1957, se transforma num best-seller em língua inglesa. Seguiram-se outros dois romances, publicados nos Estados Unidos, respectivamente em 1957 e 1958, intitulados The Crooked Road e Blaclash. Ainda em 1958, Morris West regressa a Itália como correspondente do Daily Mail na cidade do Vaticano. Essa experiência permitiu-lhe recolher muitos conhecimentos sabre os meandros eclesiásticos, que utilizou na concepção de vários dos seus romances. No ano seguinte, publicou O Advogado do Diabo, grande sucesso editorial, também celebrado pela crítica, que vendeu mais de dois milhões de exemplares ao longo de várias edições e conheceu uima adaptação cinematográfica. Grandes êxitos se lhe seguiram: Filha do Silencio, As Sandálias do Pescador (adaptado ao cinema, em 1968, por Michael Anderson e com Anthony Quinn como protagonista), O Embaixador e Os Palhaços de Deus, alem deO Mundo É Feito de Vidro, Cassidy, Golpe de Mestre. Mais recentemente, escreveu Lázaro e O Mestre de Cerimónias.

            Após ter vivido muitos anos na Grã-bretanha e noutros países da Europa, Morris West regressou à Austrália e reside actualmente em Sydney, tendo sido nomeado presidente do Conselho da Biblioteca Nacional do seu país.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por M Bento às 23:28

Quarta-feira, 19.03.03

IACOBUS

Iacobus

 

 

 

de Matilde Asensi

Editora Esquilo

Trata-se de um romance cuja acção decorre no século XIV e que tem como pano de fundo o fim da Ordem dos Templários. A personagem principal é um monge hospitalário que é incumbido pelo Papa João XXII de investigar algumas mortes misteriosas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por M Bento às 17:17


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Posts mais comentados